terça-feira, 3 de julho de 2012

Brasília

Como o assunto é Viagem, que por enquanto está pelo Brasil [POR ENQUANTO!], vamos falar da Capital [é essa a palavra?] – Brasília. Ok, descobri que Brasília é um Estado, tá? Mas enfim, vamos lá...

Distrito Federal

                          Conheça os Principais Pontos Turísticos de Brasília
Palácio da Justiça – Ministério da Justiça
End: Esplanada dos Ministérios
Fones: 3218.3223/3224
Horário: De 2ª a 6ª, das 8h às 12h e das 14h às 18h
Descrição: Sede do Ministério da Justiça destaca-se
por sua fachada de lajes curvas entre arcos com cascatas
artificiais.


Palácio do Itamaraty
End: Esplanada dos Ministérios
Fone: 3411.6640
Horário: De 2ª a 6ª, das 15h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 14h
Descrição: Projeto de Oscar Niemeyer é a sede do Ministério das Relações Exteriores. À sua frente, sobre a água, está o "Meteoro" de mármore que representa os cinco continentes, obra de Bruno Giorgi. Possui jardins internos e salas com obras de arte.


Panteão da Pátria
End: Praça dos Três Poderes
Fone: 3325.6244
Horário: De 3ª a 6ª, das 9h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h
Descrição: Construído em memória do ex-Presidente Tancredo Neves e aos heróis da Pátria, sua forma sugere uma pomba. No "Salão Vermelho", um painel de Athos Bulcão, e no "Salão Principal", um painel histórico de João Câmara e vitral de Marianne Peretti. Projeto de Oscar Niemeyer.


Torre de Televisão
End.: Eixo Monumental Oeste
Fone: 3325.5735
Horário: 2ª, das 14h às18h, e de 3ª a domingo, das 8h às 18h (mirante)
Descrição: Projeto de Lúcio Costa, com 224 m de altura em aço.
Aos 25 m funciona o Museu Nacional de Gemas; aos
75 m, o mirante de onde se tem uma ampla vista de Brasília. À sua
frente encontra-se a escultura "Era espacial" de Alexandre
Wakenwit. Diariamente funciona a tradicional Feira dos Artesanatos, das 9 às 19h.


Palácio do Planalto
End.: Praça dos Três Poderes
Fones: 3411.1221/1355
Horário: Visitação externa, somente (escolas mediante agendamento antecipado).Visitação interna somente em ocasiões especiais.
Descrição: Inaugurado em 21/4/1960, abriga a sede do Poder Executivo, lugar de trabalho do Presidente da República. No primeiro andar estão as salas nobres de audiências e salões de banquetes; no segundo fica o gabinete do Presidente da República; e no terceiro, os gabinetes Civil e Militar. Seu acesso é feito pela famosa rampa. Apresenta troca de guarda a cada 2 horas e todas as sextas-feiras às 17h30, realiza-se a cerimônia de arriamento da bandeira com a presença de bandas e Dragões da Independência.


Palácio da Alvorada
End.: Setor de Hotéis e Turismo Norte
Fone: 3411.4000
Horário: Visitação externa, somente
Descrição: Localizado às margens do Lago Paranoá, é a residência
oficial do Presidente da República. Suas colunas são o símbolo da cidade, utilizado em seu brasão. Projeto de Oscar Niemayer inaugurado em 30/6/1958. Primeiro prédio de alvenaria de Brasília. À frente do Palácio existem duas esculturas: "As Laras", de Ceschiatti, e "O Rio dos Ritmos", de Maria Martins. Ao lado, uma capela com fachada de Athos Bulcão.


Palácio do Buriti
End.: Praça do Burit – Eixo Monumental Oeste
Fone: 3316.4111
Horário: Visitação externa, somente
Descrição: Projeto de Mauro Jorge Esteves, é sede do Governo do Distrito Federal e abriga o Gabinete do Governador e as Secretarias no edifício anexo. Foi inaugurado em 25/8/1969. Na frente do Palácio pode-se ver a réplica da Loba Romana, em bronze, doada ao Prefeito de Roma, e a escultura "Forma Espacial do Plano", de Ênio Liamini, doada pelo Presidente da Argentina à época, Jorge Rafael Videla.


Congresso Nacional
End.: Praça dos Três Poderes
Fone: Câmara – 3318.5107/ Senado: 3311.3344
Horário: Câmara – de 2ª a 6ª, das 9h30 às 12h e das 14h30 às 16h30; sábados e domingos, das 9h às 13h (de hora em hora)
Horário: Senado – de 2ª a 6ª, das 9h às 11h30 e das 15h30 às 16h30; sábados e domingos, das 10h às 14h (de hora em hora)
Descrição: Projetado por Oscar Niemayer é sede do Poder Legislativo. Os blocos em forma de H têm 28 andares e abrigam atividades administrativas. No seu interior, encontra-se vasto acervo cultural e paisagístico. Nas cúpulas se localizam os plenários, a convexa da Câmara dos Deputados e a côncava do Senado Federal. Possui sistema de som que abrange todo o conjunto e possibilita o acompanhamento dos debates realizados nos plenários. Seu acesso é pela rampa do Congresso. Ao redor do edifício principal encontram-se os anexos de cada Casa e o Prodasen.


Esplanada dos Ministérios
End.: Eixo Monumental
Descrição: Localizada no Eixo Monumental Leste, é um conjunto formado por 17 edifícios distribuídos harmoniosamente e com regularidade arquitetônica.


Teatro Nacional Cláudio Santoro
End.: Setor Cultural Norte, Via N2
Fone: 3325.6105/6107/6250 – 3325.6109
Horário: Diariamente das 9h às 21h
Descrição: Projeto de Oscar Niemayer, tem a forma de uma pirâmide irregular. A fachada é uma composição plástica de cubos e retângulos de autoria de Athos Bulcão. Abriga três salas de espetáculos – Martins Penna (437), Villa Lobos (1307) e Alberto Nepomuceno (95).


Superior Tribunal de Justiça
End.: Setor Administrativo Federal Sul, Q. 06, Lote 01
Fone: 3319.6479/3319.6798
Horário: De 2ª a 6ª, horário comercial, preferencialmente pela manhã. Para grupos, é necessário marcação prévia.
Descrição: Setor da Corte de Justiça, Conjunto Arquitetônico idealizado por Oscar Niemayer. Constituído por 6 edifícios. Prédio com alta e evoluída tecnologia. Com curvas sinuosas que dão uma visão mais moderna.


Quartel General do Exército
End.: Setor Militar Urbano
Fone: 3415.5151
Horário: 2ª a 6ª feira, das 9 as 17 horas . Quartel visitas agendadas.
Descrição: Projeto Arquitetônico de Oscar Niemayer e paisagístico de Burle Marx. É um conjunto de 10 edifícios, uma concha que simboliza o punho da espada de Duque de Caxias e o teatro Pedro Calmon.


Centro Poliesportivo Ayrton Senna
End.: Eixo Monumental
Fone: 3313.5900 (Secretaria de Esportes)
Horário: As quadras externas podem ser utilizadas a qualquer momento. Para os demais espaços, contatar a Secretaria de Esportes
Descrição: Localizada no Eixo Monumental Oeste é um dos mais bem equipados complexos arquitetônicos do País, com o Estádio Mané Garrincha, o Ginásio de Esportes Nilson Nélson, pistas de atletismo, o conjunto aquático Cláudio Coutinho, quadras polivalentes, pista de bicicross e o Autódromo Nélson Piquet.


Centro de Conveções Ulisses Guimarães
End.: SDC Eixo Monumental Oeste
Fone: 3321.3318
Descrição: Encontra-se fechado para reforma.


Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida
End.: Início da Esplanada dos Ministérios
Fone: 3224.4073
Horário: Diariamente, das 8h às 18h
Descrição: Projetada por Oscar Niemayer, foi inaugurada em
31/5/1970. Possui 40 m de altura com 16 arcos de concreto
armado circundados por um espelho d’água.
A cruz metálica de 12 m de altura no topo foi benzida pelo Papa Paulo VI, doador do altas. Na entrada, os quatro evangelistas: à direita, São João, a esquerda, São Mateus, São Lucas e São Marcos em bronze, medindo 3 m de altura, de Alfredo Cheschiatti. A entrada faz-se por uma área em declive de paredes negras tidas como zona de meditação. O interior é banhado por luz natural filtado pelos vitrais coloridos de Marianne Peretti e lá vê-se a "Anunciação a Maria", de Athos Bulcão, a "Via-Sacra", de Di Cavalcanti, "Os Anjos", de Alfredo Cheschiatti, a primeira réplica de "Pietá", de Michelângelo, feita de mármore e resina doada por Paulo Xavier, abaixo do Altar, réplica do Santo Sudário.


Palácio da Alvorada



As colunas que sustentam a alvenaria do Palácio, símbolo mais conhecido de Brasília, têm a peculiaridade de praticamente não tocarem o chão, assegurando leveza incrível ao conjunto. É uma obra que merece ser contemplada. O espelho d’água, barreira que dispensa cercas, foi construído durante o período de regime de exceção e hoje faz as vezes das fontes de desejos existentes mundo afora. O Palácio foi inaugurado em 1958, está guarnecido por inúmeras obras de arte e tem uma capela cuja fachada é assinada por Athos Bulcão.


Ponte Juscelino Kubitschek



Considerada pela Sociedade de Engenharia do Estado da Pennsylvania (EUA) a ponte mais bonita do mundo, a obra do arquiteto Alexandre Chan possui três belos arcos tensionados por cabos de aço que reproduzem o movimento de uma pedra quicando sobre o espelho d'água. A ponte tem seis faixas de trânsito em vias com sentidos opostos, que ligam as regiões do Lago Sul, Paranoá, São Sebastião e Plano Piloto. Quem preferir apreciar a estrutura de perto e com calma, pode percorrer o trajeto a pé, na passarela usada por ciclistas e pedestres.


Eixo Monumental




BRASÍLIA ainda é uma cidade pouco explorada no turismo brasileiro. Uma pena. A cidade não é só a [vergonhosa] política; é vibrante, moderna, interessante, “diferente”, de inigualável arquitetura. Mesmo a parte política vale a pena conhecer (não, eu não enlouqueci).
Quase todo mundo sabe que temos aqui oPlano Piloto, no formato de um avião. As asas do avião são a Asa Sul e a Asa Norte de Brasília. E o corpo do avião? Ah, ele é o famoso Eixo Monumental. Aqui é tudo diferente, mas pense no Eixo como uma longa e larga avenida, com seis pistas em cada lado. Nele estão os ministérios, o Congresso, o Itamaraty, o Supremo Tribunal Federal, o Palácio do Planalto, a Catedral, o Teatro Nacional, o Mastro da Bandeira, o Memorial JK .
Muitas pessoas de fora de Brasília sabem que esses lugares famosos estão “nesse tal de Eixo Monumental”. Mas… como é andar no Eixo? O que se vê, exatamente? Como é passar de carro por lá? Filmei isso para vocês em dois lados do Eixo. Não o trecho completo — o vídeo ficaria muito longo —, mas dá para vocês conhecerem bem. Algumas vezes eu “olho” para os lados para mostrar melhor a área.
Acho tudo muito bonito por ali. (Não na época da seca. O tapetão de grama em frente ao Congresso, visto na TV, vira um “carpete marrom”. Sempre prefiram conhecer Brasília na época das chuvas.) É um prazer passar de carro nos dois lados. Costumo dizer que a sensação é de…ilusão: parece que nada de errado acontece naqueles lugares, que tudo é organizado — por uns momentos, esqueço a podridão, entro em euforia, em admiração. Difícil explicar…

[texto modificado]

Congresso Nacional de Brasília
[não, não, do Havaí!] - ironia.



Na nova capital do Brasil - Brasília, inaugurada em 1960, o Poder Legislativo ganhou uma nova sede: O Palácio do Congresso Nacional. O autor do projeto, Oscar Niemeyer, assim definiu sua concepção arquitetônica para a obra:

"Arquitetura não constitui uma simples questão de engenharia, mas uma manifestação do espírito, da imaginação e da poesia.
No Palácio do Congresso, por exemplo, a composição se formulou em função desse critério, das conveniências da arquitetura e do urbanismo, dos volumes, dos espaços livres, da oportunidade visual e das perspectivas e, especialmente, da intenção de lhe dar o caráter de monumentalidade, com a simplificação de seus elementos e a adoção de formas puras e geométricas. Daí decorreu todo o projeto do Palácio e o aproveitamento da conformação local, de maneira a criar no nível das avenidas que o ladeiam uma monumental esplanada e sobre ela fixar as cúpulas que deviam hierarquicamente caracterizá-lo.
Tivesse estudado o Palácio com espírito acadêmico, ou preocupado com as críticas, e ao invés dessa esplanada, que a muitos surpreende pela sua imponência, teríamos uma construção em altura.
... que hoje se estende em profundidade, além do edifício, acima da esplanada, entre as cúpulas, abrangendo a Praça dos Três Poderes e os demais elementos arquitetônicos que a compõem, somando-se plasticamente e tornando, assim, a perspectiva do conjunto muito mais rica e variada.
A cúpula da Câmara dos Deputados demandava um estudo cuidadoso que a deixasse com que apenas pousada sobre a esplanada, isto é, a cobertura do prédio; o mesmo acontecia com esta última, cujo topo é tão fino que ninguém imagina constituir, internamente a galeria do público que liga os dois plenários.
Internamente, o projeto procura criar os grandes espaços livres que devem caracterizar um palácio, para isso utilizando elementos transparentes que evitam transforma-los em pequenas áreas.
A forma arquitetônica - mesmo contrariando princípios estruturais - é funcional quando cria beleza e se faz diferente e inovadora."


Catedral



Os quatro evangelistas, João, Lucas, Marcos e Mateus, esculpidos por Alfredo Ceschiatti, posam frente à Catedral de Brasília. Do lado de dentro estão três anjos suspensos por cabos de aço, também de Ceschiatti. O formato da Catedral lembra a coroa de espinhos de Jesus, formada por 16 pilares que se unem no topo. Os vitrais da artista Marianne Peretti completam a cobertura. Pinturas de Di Cavalcanti e um painel de cerâmica Athos Bulcão tornam a estrutura ainda mais rica. 
Localização: Eixo Monumental 
Visitação: Segunda, das 8 às 17h. Terça a domingo, das 8 às 18h.


Nenhum comentário:

Postar um comentário